Instituto Supereco

Instituto Supereco participa da 1ª Semana do Porto de São Sebastião

Na última quarta-feira, dia 29, o Instituto Supereco participou da 1ª Semana do Porto de São Sebastião, no litoral norte paulista. O turismólogo Wagner Gonçalves esteve presente no evento representando a instituição.

“O objetivo do evento foi o de apresentar a comunidade local, gestores públicos e representantes do terceiro setor, alguns dados sobre o monitoramento ambiental na região do porto organizado, em especial da região do mangue do Araçá”, detalhou o turismólogo.

Durante o evento, foram apresentados vários estudos sobre o Porto e seus impactos – desde as atuações e responsabilidades e do Porto e do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), bem como de todo o processo de licenciamento ambiental do porto desde 2004.

Na ocasião, foram apresentados os mapas, pontos de coleta e análise de sedimentos realizados em água doce e salgada com a finalidade de medir os impactos da ação do Porto. Vale destacar que entre 2011 e 2016 esse monitoramento era realizado pela empresa FUNDESPA (Fundação de Estudos e Pesquisas Aquáticas), e desde 2018 é realizado pela empresa DTA Engenharia. Os participantes ainda foram informados sobre o monitoramento das populações de aves, peixes, moluscos, plânctons, dentre outros organismos, que frequentam/habitam a área que compreende o mangue do Araçá ao Porto organizado.

Umas das novidades que foi apresentada à comunidade é o lançamento de uma plataforma aberta de consulta de dados, onde será possível acessar os pontos de monitoramento e obter informações e fazer comparações de dados.

Por fim, foram apresentados alguns dados das espécies monitoradas entre 2011 a 2016 pela FUNDESPA, somando um total de 161 espécies. Pela empresa DTA Engenharia foram identificadas até o momento 24 espécies – além dos resultados de análise da água do mar e dos rios que desaguam na região do Araçá, de águas subterrâneas, e os impactos para os seres vivos que habitam esses ambientes.

Fonte: https://www.facebook.com/institutosupereco/

adminInstituto Supereco